A Assembleia Legislativa aprovou, na última quarta-feira (2), projeto que autoriza a manutenção de policiais militares aposentados e com mobilidade reduzida em atividades administrativas na corporação e na Secretaria de Segurança Pública. A proposta, de autoria do deputado estadual Coronel Nishikawa (PSL), segue para a sanção do governador João Doria.

Segundo o projeto 413/2019, o trabalho não poderá exceder a carga horária de 8 horas diárias para PMs com mobilidade reduzida em grau leve e de 6 horas diárias para PMs com mobilidade reduzida em grau severo. Os interessados deverão se inscrever por meio da SSP, que fará análise e convocação.

A APMDFESP valoriza a experiência daqueles que foram afastados da atividade policial militar e aguarda com expectativa a decisão do governador, já que o projeto pode beneficiar muitos associados.