Aline Pinho

A campanha Outubro Rosa é conhecida por conscientizar sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama, tipo mais comum entre as mulheres. Além dos exames, é possível prevenir a doença com escolhas alimentares saudáveis.

Segundo a nutricionista da APMDFESP, Raquel Marcellino, o câncer de mama pode ser causado por diversos fatores e um dos agravantes é o consumo de alimentos inadequados. “De acordo com o INCA (Instituto Nacional de Câncer), a má alimentação é classificada como a segunda causa de câncer que pode ser prevenida. Uma alimentação saudável auxilia na prevenção e evita o aparecimento de outras doenças”, explica.

Nutricionista Raquel Marcellino

Ainda de acordo com a especialista, o ideal é o consumo de alimentos naturais como frutas e verduras. “Eles não possuem sal e conservantes, como nitritos e nitratos, que podem provocar o câncer. São ricos em vitaminas, minerais, fibras e antioxidantes que auxiliam nas defesas naturais do corpo. Procure consumir, no mínimo, 5 porções de frutas, verduras e legumes variados diariamente”, aconselha.

Já o consumo regular de alimentos gordurosos, salgados e enlatados contribui para o aparecimento da doença. Raquel orienta evitar frituras, carne vermelha processada e embutidos, como linguiças, salsichas, salames, presuntos, entre outros.

Por fim, a especialista separou algumas dicas de alimentos que ajudam na prevenção do câncer de mama.

Cenoura – contém betacaroteno, que protege o DNA contra a oxidação e evita a formação de radicais livres.

Brócolis, couve-flor, couve, rabanete, acelga, repolho – são considerados vegetais que agem na proteção celular contra o câncer por conter o composto chamado Sulforafano.

Romã – possui na polpa uma substância chamada Elagitanino, altamente antioxidante, que inibe a produção do hormônio estrogênio, responsável por aumentar as células cancerosas.

Frutas vermelhas – framboesa e amora, por exemplo, retardam o crescimento de células pré-malignas e impedem a formação de novos vasos sanguíneos, que podem alimentar um tumor.

Uva – possui o Resveratrol, substância antioxidante que impede o crescimento de novos vasos sanguíneos por onde o tumor se espalha.

Peixes – O Ômega-3 presente em animais de água salgada, como salmão e sardinha, atua desestruturando uma parte da membrana celular, o que impede o crescimento de tumores.

Soja e derivados – O leite de soja e tofu contêm nutrientes em sua composição chamados Fitoestrogênio. Ele é similar ao hormônio estrogênio natural e, por isso, ocorre uma competição entre ambos dentro do nosso organismo. Essa disputa interfere em enzimas importantes para o desenvolvimento de células cancerígenas.