Atenção: mantenha sua mensalidade em dia. Clique aqui e saiba mais.

Presidente da APMDFESP recebe certificado de amigo do 5° BPM/M

5 batalhao 2

Major PM Renato de Natale Júnior, Elcio Inocente e Tenente-Coronel PM Ricardo de Freitas Villalva

O presidente Elcio Inocente foi um dos convidados na parada semanal  realizada no 5° BPM/M, na segunda-feira (24/04). A unidade conta 56 alunos que devem se formar no próximo 12 de maio. Durante a cerimônia os policiais militares do batalhão que irão ingressar na APMBB e os que conquistaram medalhas no Campeonato Sul-Americano de Jiu-Jitsu.

O presidente Elcio Inocente ganhou o certificado  de Amigo do 5 BPM/M. “Me senti muito honrado. O Comandante do 5° Batalhão é um amigo e parceiro muito querido por todos da APMDFESP”, disse o presidente referindo-se ao Tenente-Coronel PM Ricardo de Freitas Villalva.

 

5 batalhao abre

Jair Carlos dos Santos Sá Teles, membro do Conselho Fiscal da APMDFESP, também esteve presente no evento do 5° BPM/M

 

5 batalhão

APMDFESP participa de Audiência Pública pela aposentadoria da Mulher Policial aos 25 anos de serviço; evento foi promovido pelo Coronel Camilo

presidente assembleia aposentadoria mulheres

(Foto: Divulgação) Objetivo do evento foi iniciar mobilização para aprovação da aposentadoria aos 25 anos para as policiais militares

Corrigir uma injustiça. Com essa frase, o Deputado Estadual Coronel Camilo abriu, na tarde desta terça-feira (25/04), uma Audiência Pública em favor da aposentadoria aos 25 anos de serviço para a mulher policial. O evento reuniu aproximadamente 150 pessoas na Assembleia Legislativa e contou com diversas associações ligadas à família policial-militar. Na mesa estavam, além do Deputado Coronel Camilo, o Deputado Coronel Telhada, o Major da PM Nelson Moraes de Proença Junior, do 14º BPM/I, de Registro, no Vale do Ribeira, e o presidente da Associação de Subtenentes e Sargentos, Marco Antonio Zanca.  As associações também marcaram presença, entre elas a Associação dos Policiais Militares Portadores de Deficiência do Estado de São Paulo (APMDFESP), presidida pelo Sargento Elcio Inocente, a Associação dos Cabos e Soldados~da Polícia Militar do Estado de São Paulo (ACSPMESP), presidida pelo Cabo Wilson e Pauliserv-SP, presidida por Ana Angela Palermo.

 O motivo do encontro foi promover uma mobilização para aprovar, o quanto antes, a emenda nº7 ao PLC 04/2017, apresentada pelo Coronel Camilo, que permite aposentadoria da categoria aos 25 anos. “É fundamental que essa união ocorra de imediato. Precisamos demonstrar a força, pois o Governo está em dúvida sobre a emenda”, afirmou o Deputado. A emenda deve entrar em votação no Plenário da Casa nos próximos dias.

Em 2015, Camilo, que foi Comandante-Geral da PM, já havia feito uma indicação ao Governador para conceder à policial o mesmo benefício tratado na audiência de hoje. Após o recebimento da PLC 04 sobre a passagem do policial para a inatividade, enviada pelo Governo para votação na ALESP, em fevereiro de 2017, Coronel Camilo reiterou o pedido através de emenda, reforçando a necessidade de concessão do direito às policiais.

 Para ele, as mulheres têm um desgaste muito maior que o dos homens na atividade policial e vivenciam uma jornada dupla e até tripla de trabalho, quando têm que cuidar de suas famílias e lares, além de se dedicarem ao arriscado serviço de policiamento. “Algumas falecem no exercício da árdua missão de proteger a sociedade ou sofrem sequelas físicas ou psicológicas com as quais têm que conviver por toda sua existência”, afirma Coronel Camilo. Ao longo dos trabalhos, Camilo fez uma apresentação argumentando os motivos de tal emenda. Ele citou como exemplo que as policiais civis do Estado já têm esse benefício. O Deputado também alegou a necessidade de equiparação da policial militar em relação às mulheres professoras da rede pública estadual, que já se aposentam aos 25 anos de serviço, sem contar que 15 Estados já adotaram essa medida.

“Acho justíssimo. O trabalho policial é super desgastante, exige  muito. E as mulheres costumam ter mais jornadas além da profissional. Fica muito mais complicado para elas esse acúmulo ao longo da vida”, comentou o presidente Elcio Inocente.

Ao término do evento, algumas mulheres foram até os gabinetes para sensibilizar os deputados sobre a importância da aposentadoria aos 25 anos. Elas entregaram uma carta com os principais argumentos.

 Com informações Assessoria e Imprensa do Deputado Coronel Camilo

Conheça a equoterapia, benefício que a APMDFESP disponibiliza para associados e seus dependentes

equo

Andar a cavalo pode proporcionar mais que prazer. É também uma ótima terapia para pessoas que tenham necessidades especiais. E  alguns dos pacientes da APMDFESP se beneficiam das sessões de equoterapia, que acontecem no Regimento de Polícia Montada 9 de Julho, que é uma das mais tradicionais unidades da Polícia Militar. Essa parceria tem sido muito bem-sucedida e, desde o início do ano, uma nova turma tem percebido o quanto a interação com esses animais pode contribuir para melhorar a qualidade de vida.

Uma vez por semana, associados e seus dependentes se dirigem à região da Luz, no centro de São Paulo, onde fica o Regimento, para ter esse contato com os animais em um amplo espaço. Os profissionais especializados da associação ficam atentos ao que cada paciente precisa. Psicólogos, fisioterapeutas, psicopedagogas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogas acompanham cada caso junto com os profissionais da Polícia Militar que também auxiliam a equipe no controle dos animais.

“Cada paciente tem suas necessidades específicas e precisam de diferentes tipos de estímulo”, explica Daniel Borro, fisioterapeuta da APMDFESP,  que acrescenta que simulamos nosso caminhar quando estamos em cima de um cavalo em movimento.  “Nessa hora, automaticamente precisamos nos posicionar e isso estimula uma postura melhor”, comenta o profissional. Segundo ele, a terapia também aumenta a força dos membros superiores e inferiores e o equilíbrio.

Outro dado importante é que a terapia, feita com o auxílio de um animal em ambiente diferente e amplo, acaba se tornando lúdica e mais prazerosa. E o esforço para tentar interagir com o cavalo ajuda a aumentar a autoestima e a confiança do paciente. Ou seja: as melhoras são físicas e psíquicas em adultos e crianças.

Leia também:

APMDFESP pede à Secretaria Especial de Direitos Humanos do Ministério da Justiça e Cidadania respeito aos direitos humanos dos Policiais Militares

Presidente da APMDFESP se reúne com secretário de Segurança Pública, Comandante da PM e  entidades representativas para discutir aumento de salário para policiais militares 

Jurídico ganha ação para associado do qual Estado cobrava R$ 120 mil por acidente com viatura

Jurídico APMDFESP ajuíza mandado de segurança e juiz determina liminarmente pagamento imediato de indenização a associado acidentado ‘in itinere’

Guarulhos: saiba o que a nova representação oferece e horários de atendimento

Conheça os horários de funcionamento e as áreas atendidas pelo departamento jurídico na sede e representações 

Comandante do 3º BPM/M agradece apoio da APMDFESP à família de PM morto em acidente

Veja entrevista do presidente da APMDFESP para a TV Guarulhos

 Batalhão Humaitá doa cheque de R$ 5 mil para APMDFESP

APMDFESP inaugura  representação em Guarulhos

Processo de PM que atirou em camelô na Lapa é arquivado; policial foi defendido pelos advogados da APMDFESP

Advogado da APMDFESP defende PM que atirou em camelô na Lapa

Advogado da APMDFESP consegue liberdade provisória para PM que atirou em camelô na Lapa

Nota de esclarecimento: advogados da APMDFESP foram os responsáveis pela defesa e pedido de liberdade provisória do PM que atirou em  camelô na Lapa

Conheça os benefícios do departamento jurídico da APMDFESP que  se estendem aos dependentes do associado

Balanço Geral, da Record, exibe matéria sobre bombeiro associado da APMDFESP que foi infectado por bactéria em resgate de corpos

SP no Ar, da Rede Record, exibe matéria sobre a APMDFESP

Advogados da APMDFESP ganham processo e Cabo PM acusado de duplo homicídio é inocentado; a pena seria de 40 anos caso fosse considerado culpado pelo júri

Jurídico ganha ação do GAP para associado: ” Valeu muito a pena ver reconhecido um direito que é nosso”

Saiba como entrar com ação individual para receber recomposição das perdas havidas com a conversão da URV

Assassinato do Cabo PM Spencer é noticiado em telejornais 

Conheça todos os benefícios que a APMDFESP oferece aos associados

“O suporte da APMDFESP foi muito importante na minha vida”

“Se não fosse a associação, hoje estaria na cama e não aqui

“Vale a pena a gente ser sócio da APMDFESP”

Representação da Zona Oeste inaugura espaço destinado à fisioterapia

Alckmin sanciona lei que amplia poder de fiscalização de bombeiros