PEC 2 TEM PRIMEIRA VITÓRIA NA ASSEMBLEIA: APMDFESP ESTAVA LÁ

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Assembleia Legislativa aprovou o relatório favorável à PEC 2/2018. E a APMDFESP esteve lá em todas as reuniões, acompanhando o processo e mostrando aos deputados a importância dessa PEC para os policiais militares.  Agora a proposta segue para as outras Comissões Permanentes da Assembleia; passa pelo  Colégio de Líderes dos partidos para eles concordarem em colocar a PEC em votação no Plenário da Assembleia. Em sendo aprovada, a PEC é encaminhada para o Governo Estadual sancionar ou vetar a proposta. Vencemos a primeira batalha. Que venham as próximas.

APMDFESP PARTICIPA DA FESTA JUNINA DO 2o. DE CHOQUE

 

 

 

 

 

 

 

   

A APMDFESP foi uma das entidades convidadas pelo 2º de Choque para participar da Festa Junina realizada no último sábado, 23 de  Junho, naquela unidade. A festa foi muito animada, com barracas montadas por entidades assistenciais da zona norte e a presença dos familiares dos policiais militares que ali trabalham. A nossa barraca era a de milho e “bombou” na festa do Choque. O Comandante do 2º de Choque, Ten Cel Luiz Gonzaga de Oliveira Jr, gravou um vídeo falando da inciativa. Assista agora.

Lançado o livro “LINHA DE TIRO”, um grito de alerta para a realidade do trabalho policial

 

Foi lançado nesta quinta-feira, 21 de junho, em São Paulo, o livro da jornalista e escritora Roberta Baroni “LINHA DE TIRO: O DESAFIO DE SER POLICIAL”. A obra da jornalista foi resultado de oito meses de acompanhamento do trabalho da polícia paulista, em especial do Batalhão Tobias de Aguiar – a ROTA – além do tempo em que acompanhou a polícia militar do Rio de Janeiro, seu estado natal. Ali subiu os morros com o BOPE, acompanhou operações, viveu de perto o medo e ao mesmo tempo a energia do risco de cada missão.

O livro traz 85 depoimentos de profissionais policiais, mostrando a realidade do trabalho dos policiais militares que a população desconhece, o enfrentamento com o crime organizado e o abandono pelo Estado e pela própria sociedade. A intenção de Roberta Baroni é emitir um grito de alerta sobre a vida desses heróis tão desvalorizados pela própria população que defendem.

Toda a renda obtida com a venda dos livros será revertida para o atendimento aos policiais militares deficientes e seus familiares, realizado pela APMDFESP. O livro também  pode ser adquirido na própria Associação.