Home ASSOCIADA DE MOGI DAS CRUZES É OURO NO JIU JITSU NOS EMIRADOS ÁRABES
« Home
14 nov, 2017 Comentários desativados em ASSOCIADA DE MOGI DAS CRUZES É OURO NO JIU JITSU NOS EMIRADOS ÁRABES

ASSOCIADA DE MOGI DAS CRUZES É OURO NO JIU JITSU NOS EMIRADOS ÁRABES

Tags
Plurk
Share this

A organização dos jogos no Brasil fez uma seletiva masculina, mas a e equipe feminina teve que ser “garimpada” entre as Corporações, porque poucas eram as atletas com índices elevados o suficiente para participar. Representaram o Brasil, além da Cabo Eliane, também a Cabo Suzana, de Barueri, que ganhou medalha de bronze, e a Soldado Larissa, de Goiás, que foi ouro em sua categoria.

 

DESAFIO E ESFORÇO

Quando recebeu o convite, a Cabo Eliane sabia que aquele seria um enorme desafio e exigiria dela muito esforço. Embora praticasse o esporte já há 11 anos, seu único tempo livre para o treinamento era à noite e nos feriados. Além disso, ela está com 44 anos, é mãe de três filhos – tem duas filhas policiais militares – e já tem duas netas. No país vencedor da competição, o Egito, os atletas policiais foram liberados de suas atividades oito meses antes, para se dedicarem exclusivamente ao treinamento. Aqui não. Mesmo assim, o Brasil estava em 5º lugar no quadro de medalhas antes das provas do jiu jitsu. Quando as lutas terminaram, o Brasil acabou o Campeonato em 2º lugar.

 

GRANDES EXPERIÊNCIAS

“Foi uma experiência que jamais esquecerei. A organização foi igual à de uma Olimpíada”, conta a Cabo Eliane. Na volta às suas atividades, no CPA/M 12, em Mogi das Cruzes, na manhã desta terça-feira, 14 de novembro, ela foi recebida pela Comandante Cel Mônica Puliti, com um café da manhã, onde foi homenageada pelo seu desempenho em Abu Dhabi. A APMDFESP esteve representada pelo nosso Regional de Mogi das Cruzes, Claudinei Guimarães Simões.

Nesses onze anos de treinamento, a Cabo Eliane também foi pra faculdade e se formou em Educação Física. Foram grandes experiências e muitas conquistas e hoje ela até agradece ao suspeito que a agrediu durante aquela abordagem e a fez decidir aprender uma arte marcial: “Uma experiência que poderia ter sido uma das piores da minha vida, se transformou no empurrãozinho que eu precisava”.

Assista ao vídeo do momento em que a Cabo Eliane sobe ao pódium, recebe a medalha de ouro e ouve o Hino Nacional Brasileiro.

Comments are closed.