Home Fisioterapia aliviou dores e deu mais qualidade de vida à associada
« Home »
4 jul, 2017 Comments: 0

Fisioterapia aliviou dores e deu mais qualidade de vida à associada

Tags
Plurk
Share this

 

Cabo PM Yara Marcondes Porto após sessão de fisioterapia na APMDFESP

“Me associei há mais de 10 anos. Eu só queria ajudar, mas a gente não sabe o dia de amanhã. E  tenho certeza que se a gente precisa, tem retorno da APMDFESP quando isso acontece. Meu pai, por exemplo, que também é associado,  tirou um rim e precisou de cinta especial, cadeira para tomar banho, material para curativo. E eu necessitei de meias de pressão para varizes. E tenho hérnia de disco, problema que adquiri depois que cheguei aos 93 quilos. Coloquei balão gástrico,  mas foi necessário fazer  fisioterapia. Vim aqui há uns quatro meses e rapidinho fui atendida.  Sentia dores o tempo todo e levantar da cama era um sacrifício. Agora também durmo muito melhor e apenas acordo com dor”.

Cabo PM Yara Marcondes Porto

Leia também:

“Eu pedia toda noite para morrer”, comentou Antonio Figueiredo, vice-presidente da APMDFESP, ao Assembleia Segurança, sobre o período após ter se tornado paraplégico depois de ser alvejado em uma troca de tiros; assista ao programa na íntegra

Jurídico ganha, em primeira instância, ação para restituição integral de gastos com educação

Controvérsia no TJM sobre arquivamento de processos que investigam mortes em decorrência de atividade policial gera alerta de advogados para que associados busquem sempre apoio jurídico da entidade

Leia entrevista do único PM inocentado no julgamento dos acusados de assassinato após perseguição no Butantã; Soldado foi defendido por advogados da APMDFESP

Processo de PM que atirou em camelô na Lapa é arquivado; policial foi defendido pelos advogados da APMDFESP

Conheça os benefícios do departamento jurídico da APMDFESP que  se estendem aos dependentes do associado

Balanço Geral, da Record, exibe matéria sobre bombeiro associado da APMDFESP que foi infectado por bactéria em resgate de corpos

Advogados da APMDFESP ganham processo e Cabo PM acusado de duplo homicídio é inocentado; a pena seria de 40 anos caso fosse considerado culpado pelo júri

Jurídico ganha ação do GAP para associado: ” Valeu muito a pena ver reconhecido um direito que é nosso”

Saiba como entrar com ação individual para receber recomposição das perdas havidas com a conversão da URV

Conheça todos os benefícios que a APMDFESP oferece aos associados

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *