Home “Vale a pena a gente ser sócio da APMDFESP”
« Home »
19 fev, 2015 Comments: 0

“Vale a pena a gente ser sócio da APMDFESP”

Tags
Plurk
Share this
(Foto: Divulgação APMDFESP)

(Foto: Divulgação APMDFESP)

 

“Eu tinha trabalhado à noite. Não sei se o acidente foi em virtude do cansaço, após 12 horas de serviço. Não me recordo se desmaiei ou dormi em cima da moto. Só sei que quando acordei,  estava no chão. Quebrei a perna esquerda, braço direito e tive um acidente vascular na perna direita, uma artéria se rompeu. O médico tentou religar, mas não funcionou e o local ficou necrosado. Foi necessário amputar. Isso aconteceu em julho do ano passado. Eu já era sócio desde que estava na Academia de Soldados, em 2011. Quando aconteceu o acidente, o pessoal da APMDFESP foi me visitar ainda no hospital. Tive todo suporte desde o início. Faço fisioterapia e terapia ocupacional aqui há seis meses.  E tenho transporte de minha casa para cá. O tratamento tem sido muito bom. No início não conseguia nem flexionar a perna esquerda. Agora já estou bem melhor. Devo operar o braço por causa de um pino que não ficou bem fixo. O pessoal da APMDFESP é bem atencioso comigo, é excelente. Vale a pena a gente ser sócio da APMDFESP.”

Soldado PM Marksander Trambaiolli

Leia também:

Assembleia Legislativa aprova Projeto de Lei que permite emprego de PMs portadores de deficiência em atividades internas na corporação

Conheça todos os benefícios que a APMDFESP oferece aos associados

Saiba como entrar com ação individual para receber recomposição das perdas havidas com a conversão da URV

Advogado da APMDFESP consegue liberdade provisória para PM que matou camelô na Lapa

Leia o discurso do novo Comandante-Geral da Polícia Militar, Coronel Ricardo Gambaroni 

Conheça o novo Comandante-Geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo

Representação da Zona Oeste inaugura espaço destinado à fisioterapia

Alckmin sanciona lei que amplia poder de fiscalização de bombeiros

Advogados da APMDFESP ganham processo e Cabo PM acusado de duplo homicídio é inocentado; a pena seria de 40 anos caso fosse considerado culpado pelo júri

Ciaf divulga tabela completa de vencimentos com base na Lei Complementar 1249/2014

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *