((((( Perguntas Frequentes )))))

Encontre aqui as perguntas mais comuns e suas respectivas respostas!


ATENÇÃO ASSOCIADOS: UMA REDE DE VANTAGENS E DESCONTOS JÁ ESTÁ À SUA DISPOSIÇÃO!

A APMDFESP acaba de fechar uma parceria com um Clube de Descontos e Benefícios que oferece a todos os nossos associados descontos de 10 a 60% em inúmeros produtos e benefícios, sem que o quadro associativo tenha nenhum custo adicional na mensalidade para desfrutar dessas vantagens.

Basta acessar o portal e usufruir dos descontos e promoções das milhares de empresas dos setores de lazer, cultura, turismo, esportes, tecnologia, vestuário, eletrodomésticos, acessórios, serviços e muito mais. O portal é atualizado constantemente e os descontos e promoções vão trazer muitas surpresas para o associado e toda a família. Acesse já o portal! http://www.beneficiosevantagens.com.br/apmdfesp

Nota de esclarecimento: ação ganha pela APMDFESP pleiteando recálculo do adicional de sexta parte e dos quinquênios com base na remuneração integral beneficia grupo de 15 associados; acesse a página do Tribunal de Justiça para saber mais

A Associação dos Policiais Militares Portadores de Deficiência do Estado de São Paulo, diante de uma série de rumores que estão circulando nas redes sociais, vem a  público esclarecer que o pagamento de uma ação ajuizada em 2002, pleiteando o recálculo do adicional de sexta parte e dos quinquênios com base na remuneração integral dos policiais e ganha após atuação dos profissionais do departamento jurídico da Instituição, beneficia 15 associados que fazem parte do  grupo que entrou com o processo.

“De 2001 para cá, nós ajuizamos mais de uma centena de grupos que contavam com 15 a 30 policiais militares associados, no máximo. Uma destas ações, com 15 associados, frutificou agora, com o pagamento”, esclarece Fernando Capano, advogado do caso e um dos responsáveis pelo Departamento Jurídico da APMDFESP.

“Mas decidimos, há algum tempo,  ajuizar essa mesma ação em nome da APMDFESP. Assim, se a decisão for favorável à Entidade, todos os associados que não entraram com processo individual, serão beneficiados. Portanto, não é mais necessário pleitear esse direito individualmente”, esclareceu o advogado, que acrescentou que tem recebido ligações de muitas pessoas que acreditam ter direito ao pagamento, em razão de uma mensagem equivocada disparada por um dos beneficiados da ação nas redes sociais.

“Como disse, é uma ação coletiva de 15 associados e vale apenas para eles. Quem eventualmente ganhar, em outras ações que já estão em curso, vamos contatar imediatamente para prestar contas dos valores recebidos e efetuar o pagamento”, disse o advogado. Para saber mais detalhes, acesse aqui a página do Tribunal de Justiça de São Paulo com dados do processo.

Associados da APMDFESP ganham, em segunda instância, ação coletiva que pleiteia indenização pelas perdas na conversão da URV

O Departamento Jurídico da APMDFESP ganhou demanda ajuizada em prol de 30 policiais militares associados para recebimento de indenização pelas perdas havidas na conversão da URV, ocorrida em 1994. Na ocasião, quando houve a mudança do padrão monetário, a referida conversão nos salários dos servidores paulistas foi atrasada pelo Governo em quase um mês, o que gerou perdas de cerca de 12%, segundo o advogado Fernando Capano, responsável pelo Jurídico da Entidade.

“O Supremo Tribunal Federal já concluiu que tal perda é indenizável, em razão da omissão ou atraso de certos Estados em 1994 ao regular, para seus servidores, a conversão do padrão da moeda. E a cada mês que o Governo Estadual deixa de considerar essa perda, ele renova esse ilícito. Portanto, quem entrar hoje na PM inclusive, já está com o salário achatado e deve ter o direito a essa indenização”, explicou Capano, que acredita que a Fazenda deve recorrer do ganho de causa para este grupo de associados e levar a questão novamente para os Tribunais Superiores em Brasília.

“De qualquer forma, já é uma vitória importante, pois a APMDFESP tem em seu nome uma ação nesse sentido que beneficiará todos os associados, sendo certo que estamos diante de um indicativo de jurisprudência favorável”, diz Fernando Capano.

“Se o ganho de causa se mantiver, deverá ser cumprido para esse grupo de associados. Se levarmos em conta esta diferença que gira em torno de 12%, calculada todos os meses que abarcam os últimos cinco anos desde a propositura da ação, creio que cada associado fará jus a uma indenização substanciosa”, concluiu o advogado.

Clique aqui para ler o acórdão

Leia também:

Leia também:

Consulte a tabela completa de vencimentos com base na Lei Complementar 1249/2014

Leia entrevista do único PM inocentado no julgamento dos 

acusados de assassinato após perseguição no Butantã; Soldado foi defendido por advogados da APMDFESP

Processo de PM que atirou em camelô na Lapa é arquivado; policial foi defendido pelos advogados da APMDFESP

Conheça os benefícios do departamento jurídico da APMDFESP que  se estendem aos dependentes do associado

Balanço Geral, da Record, exibe matéria sobre bombeiro associado da APMDFESP que foi infectado por bactéria em resgate de corpos

SP no Ar, da Rede Record, exibe matéria sobre a APMDFESP

Advogados da APMDFESP ganham processo e Cabo PM acusado de duplo homicídio é inocentado; a pena seria de 40 anos caso fosse considerado culpado pelo júri

Jurídico ganha ação do GAP para associado: ” Valeu muito a pena ver reconhecido um direito que é nosso”

Saiba como entrar com ação individual para receber recomposição das perdas havidas com a conversão da URV

Conheça todos os benefícios que a APMDFESP oferece aos associados

 

 

Comunicado: pague em dia a mensalidade para poder usufruir dos benefícios proporcionados pela APMDFESP

A APMDFESP alerta os associados cujas mensalidades são pagas via boleto ou debitadas em conta corrente para que verifiquem se os pagamentos estão em dia. Isso porque tem sido frequente que nossos irmãos de farda e seus dependentes nos procurem  em momentos de necessidade e só então fiquem cientes de sua dívida com a entidade.

Infelizmente o estatuto nos proíbe de atender os inadimplentes sob pena de acabarmos comprometendo o tratamento e necessidades de quem está com a mensalidade em dia. Essa situação nos causa imensa tristeza porque conhecemos de perto as dificuldades de quem se vê com a saúde debilitada ou com algum tipo de deficiência, seja a situação temporária ou definitiva.

Por esse motivo, pedimos àqueles que pagam boleto que atentem para a correspondência entregue pelo correio e à data do vencimento. Caso o pagamento esteja atrasado, ele pode ser quitado na sede da APMDFESP.  Já os que preferiram  descontar o valor da mensalidade direto na conta corrente devem se dirigir à agência do banco para autorizar que isso seja feito. E conferir o extrato para checar o pagamento.

Ninguém gosta de pensar em adoecer, ser vítima de uma ocorrência nas ruas ou ver familiares passando por problemas de saúde. Mas, infelizmente, nós da APMDFESP sabemos, por experiência, que essas situações acontecem com qualquer um e sem aviso prévio.

Pedimos a todos que estejam em dia com suas mensalidades para que possamos cumprir nossa missão maior: cuidar da Família Policial Militar nos momentos em que ela precisa mais de apoio. Qualquer dúvida pode se esclarecida no 2262-9500, ramal 7 (departamento financeiro).

Leia também:

Consulte a tabela completa de vencimentos com base na Lei Complementar 1249/2014

Leia entrevista do único PM inocentado no julgamento dos policiais acusados de assassinato após perseguição no Butantã; Soldado foi defendido por advogados da APMDFESP

Processo de PM que atirou em camelô na Lapa é arquivado; policial foi defendido pelos advogados da APMDFESP

Conheça os benefícios do departamento jurídico da APMDFESP que  se estendem aos dependentes do associado

Balanço Geral, da Record, exibe matéria sobre bombeiro associado da APMDFESP que foi infectado por bactéria em resgate de corpos

SP no Ar, da Rede Record, exibe matéria sobre a APMDFESP

Advogados da APMDFESP ganham processo e Cabo PM acusado de duplo homicídio é inocentado; a pena seria de 40 anos caso fosse considerado culpado pelo júri

Jurídico ganha ação do GAP para associado: ” Valeu muito a pena ver reconhecido um direito que é nosso”

Saiba como entrar com ação individual para receber recomposição das perdas havidas com a conversão da URV

Conheça todos os benefícios que a APMDFESP oferece aos associados