((((( Perguntas Frequentes )))))

Encontre aqui as perguntas mais comuns e suas respectivas respostas!


ATENÇÃO ASSOCIADOS: UMA REDE DE VANTAGENS E DESCONTOS JÁ ESTÁ À SUA DISPOSIÇÃO!

A APMDFESP acaba de fechar uma parceria com um Clube de Descontos e Benefícios que oferece a todos os nossos associados descontos de 10 a 60% em inúmeros produtos e benefícios, sem que o quadro associativo tenha nenhum custo adicional na mensalidade para desfrutar dessas vantagens.

Basta acessar o portal e usufruir dos descontos e promoções das milhares de empresas dos setores de lazer, cultura, turismo, esportes, tecnologia, vestuário, eletrodomésticos, acessórios, serviços e muito mais. O portal é atualizado constantemente e os descontos e promoções vão trazer muitas surpresas para o associado e toda a família. Acesse já o portal! http://www.beneficiosevantagens.com.br/apmdfesp

Justiça concede liminar e impede desconto de contribuição previdenciária de associado

daniel boese (2)

Tenente PM Daniel Franco, que recomenda o Departamento Jurídico da APMDFESP

“Sou associado há nove anos, após me tornar cadeirante. Isso aconteceu depois de uma ocorrência com um ladrão que reagiu a uma abordagem. Tomei um tiro que atingiu e lesionou a medula em 2007, na Praia Grande.

O Mario Zan (diretor de Interior, Regionais e Representações)  me procurou para se saber se eu necessitava  de algo. Precisei de material para sonda e há três meses consultei o Jurídico. A Constituição prevê que a contribuição previdenciária para aposentados seja descontada apenas se a pessoa ganhar o dobro do teto pago pelo INSS, que é acima de R$ 10 mil.

O Estado não estava respeitando esse limite e tive desconto por nove anos. Entrei com ação. Não foi julgado, mas há dois meses a juíza aceitou liminar e já pararam de descontar. Só isso me dá um acréscimo bom no que imaginava. Recomendo muito o Jurídico pois me atenderam muito bem e rápido na representação de Santos.

Também fiz o curso de mergulho teórico e prático na piscina. Agora estou aguardando o batismo no mar.

Tenente PM Daniel Franco Boese

APMDFESP doa cadeira motorizada à filha de associado em Santa Rosa do Viterbo

Alexia, Renata (esposa) Camila Rodrigues (assistente social da APMDFESP que levou a cadeira de rodas),Cabo PM José Valter Augusto e sua caçula, Ashley, no colo

Alexia, Renata (esposa), Camila Rodrigues (assistente social da APMDFESP que levou a cadeira de rodas),Cabo PM José Valter Augusto e sua caçula, Ashley, no colo

“Sou associado desde 1995 e, seguido a isso, minha filha Alexia nasceu. Ela tem osteogênese imperfeita, que é conhecida também como ossos de vidro ou de cristal. É uma síndrome rara que acomete uma em cada 20 mil crianças. Ela atinge diretamente os ossos por falta de cálcio e tem até quatro graus. O dela não é tão grave apesar de tudo. Nos disseram que ela jamais andaria por causa da estrutura óssea, mas que poderia ter uma boa vida com uma cadeira adaptada.

Com três anos ela ganhou da APMDFESP a primeira cadeira motorizada. E de lá para cá é só alegria. Essa última foi  trocada por causa da capacidade da bateria da anterior, que era menor, não segurava a carga.  A nova  tem autonomia muito maior, supera todas as expectativas. Ela atravessa a cidade sozinha, tem vida autônoma e liberdade para sair com os amigos. Não tenho palavras para descrever como essa cadeira está fazendo a diferença.

É essencial para sua independência e vida social. Todas as cadeiras e adaptações foram dadas pela APMDFESP.   Sem dúvida nenhuma a melhor escolha que fiz foi ser associado da entidade.”

Cabo PM José Valter Augusto

APMDFESP pede à Secretaria Especial de Direitos Humanos do Ministério da Justiça e Cidadania respeito aos direitos humanos dos Policiais Militares

Presidente da APMDFESP se reúne com secretário de Segurança Pública, Comandante da PM e  entidades representativas para discutir aumento de salário para policiais militares 

Jurídico ganha ação para associado do qual Estado cobrava R$ 120 mil por acidente com viatura

Jurídico APMDFESP ajuíza mandado de segurança e juiz determina liminarmente pagamento imediato de indenização a associado acidentado ‘in itinere’

Guarulhos: saiba o que a nova representação oferece e horários de atendimento

Conheça os horários de funcionamento e as áreas atendidas pelo departamento jurídico na sede e representações 

Comandante do 3º BPM/M agradece apoio da APMDFESP à família de PM morto em acidente

Veja entrevista do presidente da APMDFESP para a TV Guarulhos

 Batalhão Humaitá doa cheque de R$ 5 mil para APMDFESP

APMDFESP inaugura  representação em Guarulhos

Advogados da associação saem vitoriosos e Cabo PM recebe indenização da Cosesp

 

daniel gomes dos santos

Cabo PM Daniel Gomes dos Santos Junior entre o presidente Elcio Inocente e o advogado Fernando Capano

“Sou associado desde 2000. Achei que essa era uma entidade muito responsável, que ajuda o policial militar. E dá sempre assistência independente da graduação. A primeira vez que precisei foi para meu pai. Ele teve diabetes e perdeu o movimento das pernas. Depois precisei do Jurídico para receber licença-prêmio há quatro anos. Essa causa foi ganha como a de hoje,  contra a Cosesp. Em 2005 eu estava na Rocam e fui dar apoio a outro PM, mas tive uma queda de moto que resultou em traumatismo craniana e fratura no braço. Me aposentei mas a Cosesp não quis pagar dizendo que eu não tinha direito sendo que estava em serviço e com moto da Rocam. Em 2007 entrei com ação e eles recorreram tudo o que podiam. Após nove anos de processo, recebi agora. Me sinto como se tivesse sido feito justiça, finalmente. Estou ganhando um direito que é meu. E é por isso que recomendo sempre o Jurídico da associação. Vale muito a pena. Os advogados sempre davam retorno de três em três meses sobre como estava a situação.”

Cabo PM Daniel Gomes dos Santos Junior