APMDFESP HOMENAGEIA “ETERNOS GUERREIROS” 2017

Em solenidade realizada na última sexta-feira, 20 de outubro, no Plenário Juscelino Kubitschek da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, a APMDFESP fez a entrega da medalha “Eterno Guerreiro” a 11 homenageados, civis e militares, durante a comemoração do Dia do Policial Militar Portador de Deficiência.

Tal comenda é uma homenagem àqueles que lutam pelo reconhecimento dos direitos de todos os brasileiros, sejam eles portadores de deficiências ou não, e que não têm suas necessidades básicas como cidadãos atendidas. A medalha foi criada em 2005 e oficializada em 2013.

A solenidade foi co-presidida pelos Deputados Estaduais Coronel Camilo e Coronel Telhada, e a mesa foi composta ainda pelo Deputado Federal Major Olímpio; pelo Cel PM Marcelo Miranda de Santana, na ocasião representando o Comandante Geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo, Cel PM Nivaldo Cezar Restivo; pelo Presidente da APMDFESP, Antonio Figueiredo Sobrinho e pelo Superintendente da Cruz Azul, Cel PM Julio Antonio de Freitas Gonçalves.

 

                                                                                OS HOMENAGEADOS

 

  • Cel PM Nivaldo Cezar Restivo – Hoje Comandante Geral, há muito tempo é um dos grandes incentivadores da APMDFESP, que agradece tudo o que ele já fez pela Associação e pelos nossos companheiros.

 

  • Ten Cel Carla Danielle Basson Niglia – Comandante do 35º BPM/I Desde que chegou em Campinas  abriu as portas das Unidades Policiais e  especialmente para os veteranos, reintegrando-os à Corporação e seu Comando prestigia e respeita o trabalho da APMDFESP.

 

  • Soldado PM André Rocha – Após sofrer um grave acidente em serviço, André reabilitou-se na APMDFESP e tornou-se um orgulho para a entidade ao conquistar a medalha de ouro no mundial paraolímpico em Londres, em 18 de Julho deste ano. Hoje, carrega consigo a honra de ser um campeão mundial e com essa missão, leva o nosso nome para todo o mundo.

 

  • Tenente Coronel PM Antônio Aparecido Delafina – Ao descobrir as dificuldades financeiras que a APMDFESP atravessa, o Coronel Delafina promoveu um dos maiores eventos da Mooca, que reuniu dezenas de famílias, e toda a renda foi revertida para a nossa Entidade. Com essas atitudes, nós conseguimos atender os pedidos que chegam a Associação. Obrigado Obrigado Coronel Delafina.

 

 

  • João Gabriel da Silva Neubauer – Esse jovem é um exemplo maravilhoso. Realizou uma campanha entre os amiguinhos da escola e recolheu lacres de latinhas que preencheram 130 garrafas pet. Com isso ele doou para a APMDFESP cadeiras de rodas para os nossos policiais portadores de deficiências.

 

 

  • Célio Barbosa Ferraz – O Sr. Célio, morador no litoral não é policial, não tem familiares policiais, mas respeita tanto a Corporação que não abre mão de atender mensalmente os pedidos de cestas básicas feito pelos nossos policiais reformados por invalidez. A ele nossa homenagem e nosso eterno agradecimento.

 

 

  • 3° Sargento Ricardo Zandonela – Associado há muitos anos da APDMFESP sempre foi um dos divulgadores do trabalho que realizamos, defendendo a nossa missão e nos dando chance de atender outros companheiros que precisam da nossa ajuda.

 

 

  • 2° Sargento PM Rodoviário Ricardo de Araújo Drumond – Esse é um daqueles associados que leva o nome da APMDFESP para onde ninguém pode imaginar. Graças ao seu empenho e esforço, a Associação realizou grandes parcerias que já proporcionaram o recebimento de dezenas de cadeiras de rodas de foram revertidas aos nossos policiais.

 

  • 3º Sargento PM – Gildesmar Canuto – Desde que era aluno, o Sargento Canuto é nosso voluntário. Além de doar materiais para manutenção e reformas na nossa regional na zona oeste, ele doa seu tempo e sua própria força de trabalho a  serviço da APMDFESP.

 

  • 3° Sargento PM Luiz Carlos dos Santos – Desde que foi ferido em serviço, confiou em nosso trabalho. Tornou-se membro efetivo da nossa família, buscando sua recuperação e seguir em frente. Ao poder atender nosso companheiro, sentimos nossa missão cumprida. Obrigado pela confiança.

 

  • 1º Sargento PM Rogério Praxedes Marcolino – Representante da APMDFESP na zona oeste, é um guerreiro e não tem hora e nem dia para atender o pedido de um associado ou seus dependentes. É um companheiro de todos os momentos e hoje recebe a medalha Eterno Guerreiro.

 

Ao final da solenidade, o Presidente da APMDFESP, Antonio Figueiredo Sobrinho, entregou aos Deputados Estaduais uma proposta de Projeto de Lei que prevê aos policiais militares reformados por invalidez a promoção ao posto ou graduação imediatamente superior e vencimentos integrais aos que teria direito ao completar 30 anos de serviço, acrescidos de um terço. Esta seria uma forma de atender ao apelo de pelo menos 5 mil policiais militares reformados por invalidez que estão abandonados e merecem, acima de tudo, serem tratados com dignidade.

 

 

 

 

 

APMDFESP PRESTIGIA ANIVERSÁRIO DO CPI 9

O representante da APMDFESP em Campinas, Sargento PM Claudemir Roque Gomes, compareceu ao 14º  aniversário do CPI 9, em Piracicaba, no dia 09 de agosto passado.

O Comandante o CPI 9, Coronel PM Lourival da Silva Junior, recepcionou os convidados, entre eles o Comandante do 10º BPM-I, Ten Cel Cerqueira Leite, o ambientalista Luis Fernando Magossi e o Vereador de Piracicaba André Bandeira, que na ocasião fez vários elogios à APMDFESP.

O Vereador André Bandeira, antes de ingressar na política, foi um dos atletas de nossa entidade, competindo nos campeonatos de tênis de mesa.

APMDFESP LEVANTA ARQUIBANCADAS NO DESFILE DE 7 DE SETEMBRO

                                                           

 

 

Eles desfilaram em cadeiras de rodas, conduzidos pelos alunos da Escola de Soldados, e foram ovacionados pelo público que lotava as arquibancadas no Sambódromo do Anhembi na manhã desta quinta-feira, 07 de Setembro, durante o desfile cívico-militar da Independência.

Diretores e associados da APMDFESP foram aplaudidos de pé em sua passagem pela avenida, carregando a bandeira da entidade e faixas onde se liam as inscrições: “Associação de Herois”, “Com o Sacrifício da Própria Vida” e “A Vida Continua…”.

O desfile contou ainda com a participação de várias associações civis e grupos religiosos e culturais, além de escolas, escoteiros e veteranos.

Depois iniciou-se o desfile militar, com apresentação de equipamento bélico, tropas do exército, da marinha, da aeronáutica, da polícia militar, da polícia civil e da guarda civil metropolitana.